Logotipo Sim e Não
Crime no vale do javari

Univaja desembarca em Brasília para cobrar instituições

Organização vai acionar comissões do Senado, Câmara, CNJ e STF para que a PF 'cumpra seu papel de investigações no assassinato de Bruno e Dom'

Redação Sim&Não
online@acritica.com
20/06/2022 às 08:27.
Atualizado em 20/06/2022 às 08:27

Eliesio Marubo, procurador da Univaja (Avener Prado/Agência Pública)

Representantes da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) cumprem agenda nesta semana em Brasília (DF) para pressionar as autoridades para que a Polícia Federal "cumpra seu papel de investigações no assassinato" de Bruno Pereira e Dom Phillips. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (20) pelo advogado Eliesio Marubo, procurador jurídico da organização.

"(...) estaremos em Brasília atuando junto das comissões do Senado e da Câmara, além de uma articulação junto CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e no Supremo como forma de pressionar as autoridades", informou.

Saiba mais

Neste domingo (19), o procurador-geral da República, Augusto Aras, fez um sobrevoo em Atalaia do Norte, cidade onde fica o Vale do Javari, área onde aconteceu a morte de Bruno e Dom. Aras esteve na cidade vizinha de Tabatinga onde fez uma série de reuniões com membros da Polícia Federal, do Ministério Público Estadual, da Secretaria de Segurança Pública e da Procuradoria Geral da Justiça do Amazonas e de uma comissão de lideranças indígenas da Univaja.

No fim da tarde, seguiu para Manaus, onde realizaria novos encontros com órgãos estaduais, segundo informações da Agência Pública.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Sim e Não
Site de notícias e opiniões feito em Manaus por jornalistas profissionais, com foco em política local.
Dúvidas, Críticas e Sugestões
Contato Comercial
(92) 98433-5363
Portal Sim e Não© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por