Logotipo Sim e Não
PRESSÃO

Marcelo Ramos crê que Arthur Lira respeitará acordo para mantê-lo como vice da Câmara

Bolsonar quer o cargo de Marcelo Ramos, mas amazonense tem decisão do TSE a favor e também acordo firmado com o próprio PL para seguir no posto

Dante Graça
dante@acritica.com
13/05/2022 às 10:13.
Atualizado em 13/05/2022 às 10:13

Marcelo Ramos e Arthur Lira (Foto: Ag, Cãmara)

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PSD-AM), demonstrou confiança de que o presidente da Casa, deputado Arthur Lira (PP-AL) irá mantê-lo no posto mesmo após a pública pressão feita pelo presidente Jair Bolsonaro para que o amazonense seja retirado do cargo. 

Ontem, durante uma transmissão ao vivo pela internet, Bolsonaro admitiu que pediu ao presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, para que Marcelo Ramos deixasse a vice-presidência da Casa. A seu favor, Marcelo tem uma decisão liminar de Alexandre de Moraes que impede tal alteração.  

“O vice-presidente da Câmara (Marcelo) mudou de partido (deixou o PL para o PSD), e uma vez que ele mudou de partido, dado o regimento interno, ele tem que sair da vice-presidência porque o cargo pertence ao partido. Bem, o deputado entrou na Justiça (para não sair da vice-presidência) e caiu na mão de quem? Alexandre de Moraes”, afirmou o presidente, considerando a decisão de Moraes uma interferência do Judiciário em questões internas do Legislativo. 

Interlocutores de Arthur Lira declararam, à Folha de São Paulo, que a busca de Ramos pelo TSE havia desagradado a presidência da Casa, que buscava solucionar a questão de forma interna. A situação criada pela pressão de Bolsonaro não leva Marcelo a acreditar em alguma medida por parte de Lira. "Presidente Arthur tem na sua biografia a marca de ser cumpridor de acordos. Houve uma acordo formal, protocolado junto à presidência da Câmara, entre mim e o PL, escrito e assinado pelo presidente Valdemar da Costa Neto, de manutenção do cargo na Mesa. Não creio que o presidente Arthur aja contra isso", disse Ramos ao Sim&Não. 

Pelo Twitter, Marcelo ainda afirmou que o ex-partido dele, o PL, está tentando mudar esse acordo por pressão do presidente Jair Bolsonaro. "Eu acordo todo dia pensando como ajudar o país a enfrentar a fome, o desemprego e a inflação que o governo oferece ao país. Ele, Bolsonaro, acorda e dorme todo dia pensando em mim e no cargo de vice da Câmara. Cada um com suas prioridades”. 

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Sim e Não
Site de notícias e opiniões feito em Manaus por jornalistas profissionais, com foco em política local.
Dúvidas, Críticas e Sugestões
Contato Comercial
(92) 98433-5363
Portal Sim e Não© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por